Menu

Pesquisas

FEBAB

Arquivo do blog

Inforbiblio Copyright © 2009 - Toos os Direitos Reservados. Imagens de tema por MichaelJay. Tecnologia do Blogger.

Home Ads

Tags

Advertisement

Popular Posts

Instagram

16 março 2013

Sobre Consultoria e Empreendedorismo


O Mercado para Bibliotecários

Fico preocupado quando leio os relatos dos que estão a meses procurando EMPREGO. O Bibliotecário é definido por lei como um Profissional Liberal, podendo trabalhar por conta própria sem vínculo empregatício. Normalmente a Universidade não ensina Empreendedorismo e a maioria termina procurando emprego ou concurso publico. Sempre falo que devemos ter outras opções alem dos classificados dos jornais e sites de emprego. Devemos procurar TRABALHO.
O primeiro passo é você saber definir qual é o seu mercado, em que tipo de empresa o seu trabalho será valorizado (escola, escritório de advocacia, universidade, jornal, etc.), isto se define através da sua experiência e conhecimentos.
O segundo passo é a divulgação dos seus serviços: através da sua rede contatos, e-mails, site pessoal, trabalho voluntario, artigos em jornal, trabalhos em congressos, folders, cartão pessoal, etc.
O terceiro passo é a negociação, quando conseguir uma entrevista, ou contato com uma empresa, saber como e quanto cobrar.
Dos cerca de 30.000 bibliotecários no Brasil, menos de 1% tem junto aos conselhos registro como empresa. No momento atual da economia onde muitas empresas estão demitindo é preciso investir no Marketing pessoal para conseguir trabalho ou se manter no seu emprego. O Bibliotecário deve aprender a se divulgar como solução de gerenciamento da informação, independente do seu suporte, só assim conseguiremos abrir mercado.
As empresas não contratam ou procuram o Bibliotecário pois não conhecem o profissional e o que ele pode fazer. A imagem do bibliotecário ainda esta muito ligada ao Livro e a Biblioteca. Se a empresa não possui muitos livros, ou necessidade de uma biblioteca formal nunca ira colocar um anuncio para o Bibliotecário.
Não adianta ficarmos de braços cruzados esperando que a sociedade e as empresas mudem a sua forma de pensar e comecem a valorizar o Bibliotecário.
Os Bibliotecários é que devem mudar, ao invés de pagar para acessar sites de empregos (Catho, BNE, etc.), utilize estes valores no seu marketing pessoal.
Procure o seu CRB, Associação, Sindicato e sugira a promoção de atividades abertas ao publico (palestras, mini-cursos, hora do conto, etc.), isto servirá para divulgar a profissão e o profissional.
A mudança sempre deve começar por nos. Não adianta esperar que os outros mudem, se somos sempre os mesmos.

Sobre o autor deste texto:
Nelson Oliveira da Silva é Bibliotecário formado pela UFRGS. Trabalha com consultoria desde 2005, possui experiência em Biblioteca Universitária, implantação e treinamento de sistemas de automação de bibliotecas. Atuou como Auditor interno da ISO 9000 no Sistema Senai-RS e como Avaliador do PGQP-RS. Além disso, é moderador e gestor de conteúdo do grupo de mensagens e site BIBLIOVAGAS. O print da imagem acima, é de sua empresa NS Consultoria em Gestão da Informação. 

Nenhum comentário:
Write comentários

Sejam Bem-Vindos!!!

Comentem a vontade, podem deixar sugestões.

Receba Conteúdo Atualizado