Menu

Pesquisas

FEBAB

Arquivo do blog

Inforbiblio Copyright © 2009 - Toos os Direitos Reservados. Imagens de tema por MichaelJay. Tecnologia do Blogger.

Destaque

Mestre em Ciência da Informação - PCD

O bibliotecário Igor Peixoto Torres Girão, tornar-se o primeiro mestre em Ciência da Informação com múltiplas deficiências do Norte e Nor...

Visitantes

Arquivo do blog

Siga por e-mail

Postagens mais visitadas

Gestora do Inforbiblio

VeeThemes

Rose Marques

Bibliotecária formada pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Atualmente trabalha com Gestão de Arquivos. Entusiasta das redes sociais e TI. Blogueira desde 2008 e apaixonada por design de interiores, adora jogar The Sims 4. Fã de cinema e séries. Curte MPB dos anos 80 e música romântica. Também ama ler e sonha em criar um lugar que seja um misto de biblioteca com livraria, ou algo do tipo..

Instagram

Facebook

14 dezembro 2010


Nos países da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), 46% dos estudantes afirmam que leem apenas para obter as informações que precisam; 41% só leem se forem obrigados; e 24% acham que ler é um desperdício de tempo. Apenas um terço disse que a leitura é um dos hobbies favoritos.
 Apesar dos dados do Pisa, especialistas em educação e tecnologia discordam da ideia de que o jovem de hoje lê menos. Muito pelo contrário: afirmam que os adolescentes nunca leram tanto. A diferença é que, agora, não são só os livros que são "lidos", mas vídeos, sites, SMS, e-mails e uma gama imensa de informações.
 "O texto existe, só que de outras formas, e agora oferece acesso amplo e irrestrito. A leitura digital é mais lúdica e interessante porque não é linear e permite uma liberdade multimidiática", explica Claudemir Viana, pesquisador do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec).
"O jovem sabe de tudo o que acontece, mas não aprofunda o conhecimento dos fatos", destaca a psicóloga Dora Sampaio Góes, do Programa de Dependência da Internet do Ambulatório Integrado dos Transtornos do Impulso (Amiti), da USP. "A dúvida é: até que ponto essa abordagem generalista é benéfica?" 
Escrito por O Estado de São Paulo - Mariana Mandelli   
Ter, 14 de Dezembro de 2010 10:21

Matéria Completa:

http://www.abrelivros.org.br/abrelivros/01/index.php?option=com_content&view=article&id=4149:jovens-trocam-livros-por-leitura-digital&catid=1:n

13 dezembro 2010

INDL






O Diário Oficial desta sexta-feira (10) publicou o Decreto 7387, assinado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que institui o Inventário Nacional da Diversidade Linguística (INDL), um meio de identificação, documentação, reconhecimento e valorização das línguas formadores da sociedade brasileira.


Seu objetivo é mapear, caracterizar, diagnosticar e dar visibilidade às diferentes situações relacionadas à pluralidade linguística brasileira, de modo a permitir que as línguas sejam objeto de políticas patrimoniais que colaborem para sua continuidade e valorização.

No Brasil de hoje são faladas cerca de 210 línguas. Segundo estimativas existentes, os grupos indígenas falam cerca de 180 línguas e as comunidades de descendentes de imigrantes, outras 30. Além disso, usam-se, pelo menos, duas línguas de sinais de comunidades surdas, línguas crioulas e práticas linguísticas diferenciadas nas comunidades remanescentes de quilombos, muitas já reconhecidas pelo Estado, e em outras comunidades afrobrasileiras. Há também uma ampla riqueza de usos, práticas e variedades no âmbito da própria língua portuguesa falada no Brasil.

Esta nova política de reconhecimento e salvaguarda das línguas faladas no Brasil é resultado das atividades desenvolvidas pelo Grupo de Trabalho da Diversidade Linguística (GTDL), constituído em 2006. Fazem parte dele os representantes dos ministérios envolvidos e da sociedade civil, que formaram o Instituto de Desenvolvimento em Política Linguística (Ipol), da comunidade acadêmica, representada pela Universidade de Brasília (UnB) e da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).

A gestão desse instrumento será liderada pelo Ministério da Cultura (MinC), por meio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), e compartilhada pelos ministérios da Educação, Justiça, Ciência e Tecnologia e Planejamento, Orçamento e Gestão.


Leia Mais:

http://www.abrelivros.org.br/abrelivros/01/index.php?option=com_content&view=article&id=4146:em-busca-de-um-inventario-linguistico&catid=1:noticias&Itemid=2

07 dezembro 2010

Arquivo Nacional

O Ministério Público Federal entregou uma recomendação ao Arquivo Nacional para que facilite o acesso aos documentos da ditadura militar (1964-85).
Assinada por sete procuradores, a recomendação pede ao diretor-geral do Arquivo Nacional, Jaime Antunes da Silva, que deixe de fazer restrições aos pedidos de informações não sigilosas.

Segundo informações da própria instituição e de pesquisadores, o Arquivo Nacional, órgão subordinado à Casa Civil, tem exigido uma cópia autenticada da carteira de identidade de quem procura informações sobre o seu passado. Também é exigida uma procuração quando a busca é feita por parentes ou pesquisadores.
No caso de pessoas que já morreram é preciso apresentar a carteira de identidade e da certidão de óbito.
Para o Ministério Público, é necessário desburocratizar os pedidos. Os procuradores argumentam que não cabe aos servidores do Arquivo Nacional impor hipóteses de sigilos.
A Procuradoria estipulou um prazo de 30 dias para a resposta.
Retirado do site:
http://www1.folha.uol.com.br/poder/842002-procuradoria-recomenda-que-arquivo-nacional-facilite-acesso-a-documentos-da-ditadura.shtml em 07/12/2010.

02 dezembro 2010

Google vence prêmio da INFO 2010



Quem mais inovou em tecnologia neste ano? O Google. A empresa foi escolhida pelos leitores como a grande vencedora da edição 2010 do prêmio INFO. Foram sete vitórias em oito categorias disputadas, incluindo a de Empresa do Ano – em que superou a Apple por uma pequena margem e somou a sexta conquista consecutiva. O Google faturou ainda os prêmios de Busca, Vídeo, Localização, Rede Social, Sistema Operacional de Celular e Browser. Sua única derrota foi para o Office 2010, da Microsoft, que venceu o Google Docs na categoria Produtividade.
A Apple ficou em segundo lugar na preferência dos leitores da INFO, com quatro prêmios (Hardware do Ano, Notebook, Smartphone e Desktop). Também conquistou o troféu de Fiasco do Ano, pelos problemas com a antena do iPhone 4. Já a Microsoft ficou na terceira posição, com a conquista de três categorias (Software do Ano, CEO do Ano e Produtividade).
Os vencedores foram escolhidos pelos leitores, que votaram pela internet ou pelos formulários encartados na edição de outubro. Participaram da disputa 99 candidatos em 33 categorias, indicados pela equipe da revista. A lista completa dos resultados pode ser vista na edição de dezembro da INFO.

Maurício Moraes, da INFO: http://info.abril.com.br/premioinfo/2010/

24 novembro 2010

Facebook fortalece laços

Diferentemente do que diz o senso comum, redes sociais como o Facebook não enfraquecem os laços pessoais entre pessoas, mas os fortalece de forma singular em diferentes idades, segundo uma nova pesquisa.
O rápido crescimento do Facebook, que hoje tem mais de 500 milhões de usuários em todo o mundo, gerou preocupações sobre os efeitos negativos das redes sociais, porém pesquisadores da Universidade do Texas chegaram a uma conclusão diferente.
"Nossas descobertas indicam que o Facebook não está substituindo interações cara-a-cara entre amigos, família e colegas", disse S. Craig Watkins, professor de rádio, TV e cinema que chefiou o estudo.
"Na verdade, acreditamos que há evidências suficientes de que as mídias sociais dão oportunidade a novas formas de expressão de amizade, intimidade e comunidade."
Os pesquisadores entrevistaram 900 estudantes universitários e jovens recém-formados sobre como e com quem interagem no Facebook.
Mais de 60 por cento dos usuários do Facebook afirmaram que atualizações de status estavam entre as atividades mais populares.
(Reportagem de Bernd Debusmann Jr) Site da Notícia:
http://tecnologia.uol.com.br/ultimas-noticias/reuters/2010/11/23/facebook-deixa-pessoas-mais-sociaveis-diz-estudo.jhtm

16 novembro 2010

Curso sobre a Internet

A Diretoria de Cultura da Fundação Joaquim Nabuco, em parceria com a Pinacoteca da Universidade Federal de Alagoas - UFAL, promove o curso: “O mundo de redes e cibermarés: 4 reflexões sobre a Internet na vida cotidian@”, com o historiador Dilton Maynard da Universidade Federal de Sergipe.
O curso, a ser realizado de 23 a 26 de novembro, a partir de 18 h, na Pinacoteca da Ufal, faz parte das ações do Programa Estudos da Cultura e tem por objetivo atender a demanda por formação em arte e cultura contemporâneas, estabelecendo um espaço de reflexão e produção que estimule a discussão e formulação de pensamento crítico e conceitual sobre temáticas relacionadas à cultura contemporânea.
O curso propõe uma reflexão sobre as relações entre a Internet e as mudanças por ela provocadas ou influenciadas na vida cotidiana. Como, no tempo presente, a rede mundial de computadores produz influxos sobre comportamentos, relações afetivas e práticas culturais? A partir de quatro termos geradores (perspectivas, amor, arte e política), o problema será discutido.
O tema será desenvolvido através de aulas expositivas, análises de filmes e documentos sobre a temática. Os participantes serão convidados a refletirem sobre o que é a rede mundial de computadores, sobre como ela pode e tem influenciado diversos campos da vida cotidiana. Através de excertos, de canções, filmes, videoclipes, espera-se fomentar um olhar crítico sobre o ciberespaço e suas ferramentas. A cada dia, uma das palavras norteará as discussões a serem travadas.

Retirado do site da UFAL.
http://www.ufal.edu.br/ufal/noticias/2010/11/fundacao-e-pinacoteca-da-ufal-promovem-curso-sobre-a-internet-na-vida-cotidiana

25 outubro 2010

Congresso Acadêmico Ufal 2010


Olha a pose da pessoa apresentando o Artigo de TCC!!!
O Congresso Acadêmico foi realizado entre os dias 18 a 23 
de outubro de 2010.
Abaixo tem a foto da Nick que também apresentou.




01 outubro 2010

Alagoas 100% Banda Larga


Segundo o site Tudo Global Até 2014 todas as escolas, delegacias, hospitais, postos de saúde e órgãos estaduais serão beneficiados com acesso à Internet em banda larga. O contrato f rmado no início deste ano entre o Instituto de Tecnologia (ITEC) e as empresas Oi e Vectra determina que a Infovia Digital leve internet rápida, tráfego de dados, voz e vídeo para 100% dos municípios alagoanos. As empresas iniciaram a reestruturação da antiga rede e a montagem da infraestrutura necessária para operacionalizar a Infovia. Após a migração da rede antiga, começa a criação de 700 novos links pelo Estado.
“À medida que a criação dos pontos de acesso for exigida, a nova  estrutura de rede permitirá a oferta de serviços privados de telecomunicações em diversas regiões. O Governo está fazendo o papel de indutor no desenvolvimento socioeconômico do Estado”, comenta o diretor de Infraestrutura e Operações do ITEC, Raymundo Fernandes.
http://tudoglobal.com/blog/capa/80017/alagoas-tera-internet-banda-larga-em-todos-os-municipios.html

08 setembro 2010

Inclusão e Políticas Públicas

foto: http://www.prof2000.ptA Coordenação do Projeto de Extensão Universitária “Eficiência na Deficiência”, desenvolvido no Polo Palmeira dos Índios, da Universidade Federal de Alagoas convida V. Sa. para participar do IV COLÓQUIO EM PROL DA INCLUSÃO SOCIAL DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA, que se realizará no período de 22 a 25 de setembro do corrente ano, no Auditório do IF-AL/Palmeira dos Índios (antigo CEFET). O referido evento terá como tema central “Inclusão e Políticas Públicas, que será discutido através de conferência, palestra, mesas redondas, minicurso, depoimentos e oficinas.
A Coordenação.

05 maio 2010

Bom Exemplo!!!

Imagine uma casa em que todos os cômodos, menos os quartos, são tomados por livros e brinquedos. Uma casa com duas cozinhas, a primeira delas ocupada por uma biblioteca; a outra, por uma brinquedoteca. A sala de jantar e a garagem são usadas como salas de estudos. A sala de visitas, como pinacoteca.
Essa casa existe e fica na periferia de Arapiraca, em Alagoas. “Hoje, para os seus dez moradores, a casa “tradicional” se resume só os quartos, por enquanto”, diz Maria das Neves da Silva, servidora pública municipal e mãe de Clarinha Gonçalves (acima, na foto principal), a maior responsável pela “redecoração” dos ambientes. Foi por causa da paixão de Clarinha pelos livros que a família começou, até meio sem saber o que estava fazendo, o projeto de transformar a casa numa biblioteca infantil.
- Com cinco meses, ela já dedicava uma atenção especial aos livros. Pouco antes de completar quatro anos, pegava os livros e “lia” pausadamente, como se já fosse alfabetizada. Isso fez com que o pai, a avó e outros membros da família começassem a dar livros de presente - relembra Maria das Neves.
As atividades da biblioteca tomam todos os espaços da casa. Até o jardim. Inaugurada há dois anos, a biblioteca serviu também para facilitar a interação de Clara com os amiguinhos. - Os coleguinhas dela vinham aqui em casa para brincar e, quando chegavam, Clara estava lendo. ‘Volte depois’, eu dizia. Uma amiguinha dela dizia que ‘a Clara só quer brincar de escola’ (risos). O pior é que quando os coleguinhas voltavam ela ainda estava lendo! Então resolvemos pedir para eles entrarem e começarem a ler também - conta a mãe de Clara. Hoje com 10 anos, a pequena Clara adora a “casa diferente” que tem. Lê cerca de 20 livros por mês. Gosta muito da Coleção do Querido Diário Otário (12 edições) e dos gibis da Turma da Mônica. - A minha casa é muito legal, assim diferente. Gosto muito da biblioteca e da brinquedoteca. Meus amigos também. Eles não lêem tanto quanto eu, mas também gostam de ler e de vir aqui - conta Clarinha.
Fontes: http://www.alagoas24horas.com.br/conteudo/?vEditoria=Cultura&vCod=72630
http://iurirubim.blog.terra.com.br/2009/09/18/al-familia-transforma-casa-em-biblioteca-infantil/

Receba Conteúdo Atualizado